Google+ PNEUMATOFONIA - VOZ DOS ESPÍRITOS

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

MIGUEL CAVALCANTE

by MARCELO CAVALCANTE


Hoje é o dia de tua vitória diante da vida,
Sou feliz por tê-lo como filho e amigo!
Rogo aos Céus que teu espírito guerreiro
Permaneça fiel à luz e aos desígnios de Deus.

A vida é apenas um sopro,
Mas sou infinitamente grato a Deus
Pelo presente que você tem sido em minha vida...

Brilho do meu sorriso,
Solo fecundo de minhas mais belas inspirações,
Paz que acalma e serena o meu peito,
Amor tão sincero que não leva em conta os meus paternos defeitos...

Eu te amo infinitamente...

A distância separa um olhar,
Mas jamais separará os corações que se amam...

De presente desejo a você, hoje e sempre,
Uma abençoada e feliz vida!
Não permita que nada na vida lhe roube o sorriso
E que ninguém lhe diga que não é capaz,
Pois eu acredito e sempre acreditarei em você!
Em pensamento e em coração,
Estarei sempre contigo...

Te amo filho...

VALE DOS SUICIDAS

by MARCELO CAVALCANTE


Uma alma perdida
Neste vale de dor
Vaga enlouquecida,
Desprezada e só...

Sucumbiu aos problemas,
Aos escombros e a dor.
Flagelada e revel,
Não encontra o amor...

Sem a bênção da luz
E o calor do Sol,
Sem perfume, sem vida,
Só pântano e só...

Vaga enlouquecida
E sedenta de amor.
Eis o Vale dos Suicidas
Que sua própria alma forjou...

Uma prece dos homens
A tocou e ela chorou.
Aliviada do peso,
Pensou em Deus e orou...

A paisagem tão mórbida,
Por um instante mudou.
Os Legionários de Maria
O seu pranto enxugou...

Levanta-te e esquece
O teu passado transgressor.
Pois é o amor de mãe
Que por tu'alma rogou...

E os Céus se abrirão por você.
É a misericórdia de Deus
Que não te esqueceu.
Deus é amor...

TAL É A LEI

by MARCELO CAVALCANTE


Não deixar a mente estagnar,
Estudar a dor pra evoluir,
Não deixar a alma acumular
As pedras e as mágoas do caminho...

O que reluz aqui, não reluz lá.
Viver a vida é não se ludibriar.
Quantas faces tem seu travesseiro?
Deixa a consciência lhe falar...

"Nascer, morrer, renascer ainda
E progredir sempre, tal é a Lei". (Allan Kardec)

Não deixe os sentidos lhe enganar.
Cegos veem luzes que os olhos sãos não podem ver.
Não, não há amor em quem não se dá.
Deixe algo bom pra quem ficar...

O que reluz aqui, não reluz lá.
Viver a vida é não se ludibriar.
Quantas faces tem seu travesseiro?
Deixa a consciência lhe falar...

"Nascer, morrer, renascer ainda
E progredir sempre, tal é a Lei". ("Allan Kardec")

ODE À LUIZA, À PATRÍCIA OU A VANDA?

by MARCELO CAVALCANTE


Todo político ladrão diz que vai te ajudar,
mas quando o bicho pega, manda você esperar.
Fala bem o demagogo, só pra te engabelar,
Depois que arranca o seu votinho,
Manda você se danar...

Na pátria amada, amado é o ladrão.
A honestidade vai pra prisão...

EU NÃO SOU SEU

by MARCELO CAVALCANTE


Eu não sou seu,
Nem de ninguém...

Eu não sou o que você,
Mas eu não sou o que você mais quer...

Eu não sou seu,
Nem de ninguém...

Acabou o sonho de amor,
Acabou o sonho de amor...

Eu não sou seu,
Nem de ninguém...



O TEMPO ACABOU

by MARCELO CAVALCANTE



Sucumbir às provas da vida
Não, eu não vou.
Não me importa o peso da carga,
Eu sou o que sou...

Eu venci as noites sombrias,
Superei a dor.
Fiz das mágoas poesias
E canções de amor...

Mas agora você vem pra mim,
Relembrando tudo que passou,
Seu tempo acabou...

Quando eu passar por você,
Saiba qu'eu sou mais do que você mereceu,
Lírio sem cor...

Seu amor não é de um só,
Não tem valor.
Afrodite não te esqueceu
Espúrio de amor...



DIGERINDO MINHAS SENTENÇAS

by MARCELO CAVALCANTE




Enquanto domino a retórica,
Negligencio a modéstia.
Enquanto elevo e me enleva o intelecto,
Em meu rosto, mil máscaras se erguem,
Mas em nenhuma me reconheço...

Trago nos lábios um sorriso e uma poesia,
Mas nos músculos da língua, um punhal...

Entre o Céu e Neverland,
Filosoficamente, vivo em dois mundos.
A culpa e os conflitos da vista-dupla,
Credito aos ângulos que tornam os pontos divergentes...

Quando escrevo, sinto-me liberto,
Contudo, gravo minha sentença!
Escrevo o que vislumbro,
E, vislumbre, não se vive...

O homem velho criou raízes
E parece-me eterno,
Enquanto o homem novo,
Embora as intenções nobres,
Parece-me pouco instável e sem raízes...

No campo das ideias,
Dia a dia me renovo,
Mas, no campo das ações,
Sou milenar e obsoleto...

EU ACORDEI

by MARCELO CAVALCANTE



Deixo a vida me levar,
Não me importa o que vier.
Nada pode destruir
Quem escolhe o amor por diretriz...

Eu acordei amor...

No escuro,
A depressão amedronta o coração,
Egoísmo sem valor.
Só o amor por diretriz
Nos faz feliz!
Eu acordei amor...

CONCEITOS

by MARCELO CAVALCANTE


Eu renasci pra rever meus conceitos!

Pasmem, Eu Sou eterno!
Alma perdida nas sombras sofridas,
Em busca do Amor Eterno...

Alma falida na sombra esquecida,
Suicida por decreto.
Nenhum alento, nenhum amparo,
Eu pulei do prédio!

Eu Sou!
Verso do Verbo, Eu Sou!

Eternizando na arte,
Uma parte que parte
De minh'alma tosca...

Retemperando,
Na chama forjando poemas...
De sangue e de luz...


HIROSHIMA

by MARCELO CAVALCANTE


Quanta solidão aqui...

Eu estou tão perdido,
Se olhar nos meus olhos, verás a dor...
Não sucumbir aos dilemas,
Mas, no relento falta cobertor...

Refazer o sorriso,
Retornar ao caminho do amor...
Uma flor perde a cor,
Mas renascerá...

Volta coração à luz...

Através da janela,
Vejo a praia serena a me falar
Que a vida e seus teoremas,
A simplicidade responderá...

Com o mais belo sorriso,
Reencontra o caminho do amor.
Uma flor perde a cor,
Mas renascerá...